top of page
Buscar
  • Foto do escritorLuimar Molina

Leptospirose: Como Proteger Seu Melhor Amigo


O que é leptospirose? 


A Leptospirose é uma doença bacteriana que pode afetar mamíferos, incluindo cães e gatos, mas muito mais comum em cães e é uma doença para tratamento de zoonose.

A bactéria Leptospira é geralmente encontrada em ambientes de água doce e úmidos, sendo excretada na urina de animais infectados, como ratos em áreas urbanas.


Como a leptospirose se espalha? 


Os animais, especialmente cães, podem contrair leptospirose ao entrar em contato com água ou solo contaminados pela urina de outros animais infectados, como ratos. Isso pode acontecer quando eles bebem água de lugares contaminados ou brincam em áreas onde a bactéria está presente. Já no corpo humano por cortes na pele ou mucosas, como os olhos, nariz e boca, isso quer dizer que os nossos animais de estimação podem pegar e passar essa doença para nós, e vice-versa.


A doença é mais prevalente nos meses quentes, devido as fortes chuvas e alagamentos, afeta mais comumente cães, possivelmente devido aos hábitos de cheirar e lamber urina. Geralmente, evolui assintomática, dificultando o diagnóstico precoce, e apresenta uma taxa de mortalidade entre 70% e 90%.


Sintomas da Leptospirose em Animais de Estimação:


Fique atento tutor referente aos sintomas abaixo:


‣ Febre;

‣ Perda de apetite;

‣ Vômitos e diarreia (por vezes com presença de sangue);

‣ Urina escura;

‣ Sintomas de dor ao urinar;

‣ Hálito com cheiro a urina;

‣ Ulcerações na mucosa bucal;

‣ Deterioração geral do animal.


Os sintomas da leptospirose em pets podem variar, mas incluem febre, falta de apetite, vômitos, diarreia e, em casos mais graves, problemas renais e hepáticos. É fundamental estar atento a qualquer mudança no comportamento do animal e procurar ajuda veterinária ao menor sinal de sintomas.


Como Proteger os Pets e minha Família?


Vacinação: Leve seu animal de estimação ao Médico Veterinário para garantir que esteja com as vacinas em dia, incluindo a vacina contra a leptospirose. Ao discutir sobre a vacinação com o Médico Veterinário, é importante mencionar se o cão passa muito tempo ao ar livre, entra em contato com água de lagos ou rios, local com risco de enchentes ou se vive em uma área onde a leptospirose é mais comum. Isso pode influenciar a decisão do Médico Veterinário sobre qual vacina específica é mais adequada.



Lembre-se de seguir o cronograma de vacinação recomendado pelo Médico Veterinário para garantir que o seu cão receba as doses necessárias e esteja protegido contra a leptospirose e outras doenças.


Além disso, é importante que os tutores sobre os hábitos de higiene e limpeza, a desinfecção periódica do espaço onde o animal costuma ficar e os cuidados na escolha dos locais de passeio.

A leptospirose é uma doença séria, mas com cuidados simples, podemos proteger nossos animais de estimação e a nossa família. Vacinas, higiene e observação são essenciais. Ao cuidar bem dos nossos bichinhos, estamos também cuidando da nossa saúde.


Sempre consulte um profissional de veterinária para orientações específicas para o seu pet.



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page